hoje acordei com saudades…

“…saudades de tudo que marcou a minha vida. Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto a voz ♥, quando me lembro do passado, eu sinto saudades…

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei. Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser. Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei.
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências. Sinto saudade das coisas que vivi…

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em japonês, em russo, em italiano, em inglês…mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil, só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.  Dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente quando estamos desesperados, para contar dinheiro, fazer amor, declarar sentimentos fortes…seja lá em que lugar do mundo estejamos. Eu acredito que um simples “I miss you” ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha. Talvez não exprima corretamente a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades…porque “tenho” uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.”

Trechos de “Saudades” by Clarice Lispector

Falta pouco!

Anúncios

5 comentários sobre “hoje acordei com saudades…

  1. oi …
    menina acordei assim também….
    nossa estamos em um rumo tão parecido, as vezes me pego com tanto medo da escolha que fizemos, se realmente vai dar certo o que planejamoso, se valeu ter largado tudo… vejo nossas economias se esvaindo… fico só pensando no final destes 3 anos (que ainda faltam) para Ivan terminar o doutorado e voltar a ter um emprego normal… nossa… Valentina esta dando muito trabalho, só fala no Barsil, acho que a língua (alemão) assusta muito… e ela nao curte direito a escola… me desculpe estar desabafando com vc… mas achei seu post apropriado… 🙂
    e precisa de um ombro hoje…
    beijosss
    PS.: vc tem SKYPE?

  2. Aninha, te entendo bem querida! Nós, pessoas, temos muito medo de arriscar a nossa felicidade por algo que não temos garantia de retorno. Pouca gente se arrisca Ana, mas você e o Ivan foram lá e encararam o desafio, mesmo com todas as dúvidas e inseguranças. A cada passo que damos na vida, inevitavelmente alguma coisa vai sempre ficar pra trás. Mas imagina esse oportunidade que o Ivan tá tendo de se tornar ainda mais qualificado (é pra poucos)! No final desses quatro anos eu não tenho dúvidas de que choverão chances de emprego, no brasil ou na alemanha. Entendo que deva ser difícil pra Valentina essas aceitação da língua e nova escola, se é difícil pra gente grande, quanto mais pra uma criança. Mas tente enxergar todos esses desafios como necessários, são eles que diariamente nos impulsionam a lidar melhor com nossos problemas. Acredite, tudo vai tomar um rumo certo! Vocês ainda vão chegar bem mais longe!

Faça o meu dia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s