Miscelâneas

– aqui em Tübingen só chove. Aquela chuva chata, que nem te molha por completo e nem para de cair. Já nem me engano mais quando vejo uma pontinha de azul querendo aparecer no céu, logo tudo vai ficar encoberto novamente. O sol simplesmente não dá as caras. Acho que nesses três meses que estou morando aqui se eu tiver visto 5 dias ensolarados foram muitos. Espero pelo menos que volte a nevar.

– aqui também tem muito trabalho temperado com bastante estresse, sem mais.

– ando realmente sem tempo e criatividade de postar, principalmente por conta das aulas de alemão que são à noite. Na verdade pouca coisa interessante tem acontecido. Os dias tem sido longos e puxados e ao chegar em casa estou mais quebrada que arroz de terceira qualidade.

– tenho passado muitos dias sozinha. O Kilian está sempre muito ocupado escrevendo a tese e não estamos mais nos vendo todos os finais de semana. É bom e ruim. O lado bom é que tenho mais tempo pra cuidar da casa, lavar roupa, me concentrar pra estudar. O ruim é que é ruim ficar só. Não tem graça ficar sem ele.

– ficar sozinha também traz outras vantagens. Tenho refletido muito sobre o valor das coisas e hoje me encontro bastante decepcionada com várias pessoas no Brasil e aqui também. Sim, eu sei que seria esquecida pela grande maioria das pessoas que me tinham como amiga. Mas as vezes é chato aceitar que pessoas bem mais próximas de você façam a mesma coisa. Engraçado é que quando eu estava no Brasil e o Kilian foi me visitar, choveu de gente querendo sair conosco. Lembro até que algumas pessoas chegaram a dizer: “se não me convidarem pra ser madrinha desse casamento, ficarei muito sentida”, essas mesmas pessoas nem sequer uma mensagem de felicitação me enviaram quando fiquei noiva. Ah, vá! Por outro lado tem gente que não mede esforços pra me fazer sorrir. Não se importa com o absurdo que será a conta do telefone celular quando quer me ligar só pra saber como estou. Isso me faz acreditar novamente no valor da amizade.

– a única e boa novidade que tenho é que dia 18/02 teremos uma reunião no cartório e se a minha documentação estiver tudo ok, já poderemos dar entrada no casamento civil. Quero até deixar um agradecimento especial para a Ká, do Alemanha de Norte a Sul, minha conterrânea, pela ajuda que tem me dado! Obrigada, querida!

– nesse final de semana tem carnaval em Mainz. Já tenho minha fantasia! Pelo menos vou poder desopilar e esquecer um pouco as minhas obrigações.

Por hoje é só! Fiquem com Deus!

Deixo vocês com uma música do Sir. Paul, que define muito o meu estado de espírito ultimamente.

♪ At the office where the papers grow she takes a break
Drinks another coffee and she finds it hard to stay awake
It’s just another day
Du du du du du du, it’s just another day ♪
Anúncios

11 comentários sobre “Miscelâneas

  1. Oi Aninha, sei que as coisas aí andaram meio difíceis ….. mas irão melhorar !!!! Logo o Gordinho estará aí com tú levando muitos beijos e carinhos meu e da nossa Catarina !! Estou fazendo uma força tarefa para passar uma semana com vc aí no meio do ano ….. E nunca NUNCA mesmo deixamos de pensar um dia em vc !! Vcs estão sempre nas nossas histórias e pensamentos …. amamos vcs !!!!!!
    Ahhhhhhh seu alicate já está chegando ….. kkkkkkkkk …..
    E nem me fale em decepções…depois que a CaCa nasceu parece q eu sumi do mapa para quase 90% dos q se diziam meus amigos ….. triste!!
    Beijinhos querida,

  2. Esses dias de chuva sao mesmo um saco ne Aninha? essa coisa tristinha, marromeno né? e a falta de sol? putz ,isso me tira do serio. prefiro que neve, ela ilumina o dia. so fica ruim qd comeca a derreter e todo mundo cai na rua 🙂
    Amor, ficar sozinha é normal aqui. É pra se acostumar mesmo.É pra gente viajar pra dentro da gente.
    Ate to querendo escrever sobre isso, do lance de ficar sozinho por essas bandas, e quero mt tua opiniao.
    Um bj e tudibom por aí.

  3. Menina já estou morrendo de saudade de voce “voces” … nao deixe de escrever aqui nao viu, adoro ler seus post e acompanhar sua história e olhe bem nao acredito que tenha alguém que nao faça questao de sua amizade pois é uma preciosidade rs… beijaooo Ana se cuida

  4. Oi Aninha!
    Meine Liebe, quanto às decepções oriundas do afastamento, cabe aqui um conselho: prepare-se porque muitas pessoas vão se desligar de você. Não porque o queiram, ou porque não se importam. Mas simplesmente, a vida toma outros rumos… E nesse sentido, foi a sua vida que mudou (und wie…), e não a vida das pessoas que ficaram no Brasil. Entenda que a maior solidão será a sua, pois você sentirá a falta de um conjunto… Mas a companhia do seu Noivo vai suprir solidões de um jeito que vai te dar força – e muita – pra suportar o lado difícil da escolha de morar longe
    Além disso, esse tempo vai te ajudar a peneirar quem realmente quer o contato aquecido contigo.
    Meu ex alemão, com toda a sinceridade rasgada da raça, chegou a me dizer que meus amigos não se importavam comigo porque ninguém me ligava. Achei o comentário super chato, até escrevi um post sobre isso (http://www.apaisagemdosdias.com/2011/08/as-boas-amizades-que-eu-nao-tenho-good.html).
    Mas são águas passadas.
    Ei São Pedro, ajuda a Aninha aí na Alemanha, cumpade! Feche as comportas e mande um sol bem brilhoso, como o que aquece a terrinha dela no Brasil!!!
    Boa sorte com a papelada, querida!
    Bejios
    Márcia

  5. Oi flor!
    voce estava sumida mesmo… estou no Brasil ainda, mas ja vou embora agora depois do carnaval… e confesso a voce que fiquei tao decepcionada com muitos amigos e familiares aqui no Brasil. Menina quando li sobre o que vc esta sentindo, poxa entendi você perfitamente, flor eu fiquei tao magoada também aqui, ate vontade de ir embora mais cedo fiquei… é muito chato isso. Eu sou uma pessoa super dedicada aos maigos e vi que o retorno nao é o mesmo…
    Trouxe presentes pra todos, se quer ganhei um abraço deles… e aina reclamram do presente pode???? fiquei muito chateada mesmo… mas fortaleça em voce e no seu amor…
    beijosss e se quiser falar mais me escreva por email..

  6. Oi Ana, é por ai mesmo: colega a gente tem um monte, amigos é que contamos nos dedos! Morar longe nos ensina muitas coisas e uma delas é mostrar quem realmente se importa conosco. Claro que a vida do outro não pode girar em torno de nós, mas a gente espera de quem gostamos consideração e carinho. Tb passei por situações semelhantes à sua no Brasil, mas vivendo e aprendendo e se importando com quem se importa conosco.
    Se divirta no carnaval e boa sorte com a documentação do casório. :-). Bjss

  7. Ana olha eu nunca fui de muitosss amigos, de verdade conto nos dedos de uma mao, de só uma mao quem sao meus amigos, esses tb nao me ligam, pq a ligacao do Brasil p cá é carissima e isso eu entendo e vc pode entender, mas daqui p Brasil é barato se vc fizer um plano como Kisstel melhor, mas esses pouquissimos amigos mantem contato comigo pelas redes sociais, batemos altos papos pelo face, skype ou tango (similar ao skype) e pra mim tem os mais importante de todos que é a minha familia buscape, nos falamos sempre, entao se suas amizades, se forem muitas nao tao nem aí, mas se tiver 1 ou 2, estourando 3 já valeu e Ana aproveite tb a família essa nao nos esquece jamais, sei que o primeiro ano é dificil, passei por isso, foi meu ano quase só, de choro, hj ainda choro mas menos, muito menos, estou mais feliz, adaptada e correndo atras, aproveite o curso de alemao, ele é importante viu, se der procure um estágio ou um Nebenjob pode ajudar a ter contato com mais alemaes que é o que vc precisa agora pra aprendizagem e seja feliz nos próximos acontecimentos, vem casamento por aí né, felicidades, nao desanima, escute música, dance (a loka), e ame seu amor, bjs.

  8. Seu post de hoje me fez revisitar todos esses sentimentos que eu tive e ainda tenho quando cheguei aqui ano passado. Também passo um bom tempo sozinha durante o dia, e agora que tive que parar o curso de integração para me dedicar a faculdade é que passo o maior tempo, ou lendo ou vendo programas em alemão para não esquecer o que aprendi. Pior que com essa chuvinha chatinha que é a mesma daqui não dá nem para caminhar para exercitar ou mesmo pegar a bicicleta.
    Ano passado eu tive um probleminha com a questão do atestado de solteira, mas depois foi resolvido graças a Deus! O bom é que aqui na Alemanha, cada região tem suas próprias exigências e regras para casamento. Espero que dê tudo certo!
    Um abraço.

  9. Oi Ana, voce andou somida! u será que foi eu ?!?! Estive fora por alguns dias, estava na Espanha. Pena nao poder te ajudar com a documentacao, pois casei no BRasil, mas acho muito legal vc ter a ajuda da Ká. Normalmente todas passam por essa desilusao com familiares, amigos e conhecidos, que muitas vezes só passam de interesseiros. Mas a gente é tao simples e só vive a vida com nosso amor, como qualquer um nao é? Mas é sempre ver a verdade do que viver num mundo de mentirosos interesseiros. Viva a vida com seu amor, converse com a mamae, ouca muita musica nos momentos que estiver sozinha e aproveita pra esperimentar receitas que quer futuramente fazer pro seu ESPOSO….ahhh o amor……………

  10. Oi, Ana
    Bom saber notícias suas!
    Inspiração e tempo para escrever variam mesmo. O importante é que esteja tudo bem no trabalho, no curso e com seu amor ❤
    Quanto às decepções… bem, elas acontecem até mesmo com as pessoas mais próximas, como você já observou. Depois de um tempo você vai perceber que existe uma seleção quase darwiniana nas amizades 😉
    Aproveite muito o carnaval. Helau!
    Bjs,
    Lu

Faça o meu dia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s