zweitausendsiebzehn

anonovo_thisgermanlife07

Bem-vindo 2017! Eu nunca estive tão ansiosa para um ano começar quanto agora. O dia de hoje marca para mim uma contagem regressiva até o dia do nascimento do Thomas. Se ele chegar na data prevista, dia 02 de março, ficam faltando exatamente 60 dias. Como não iniciar este ano já tão feliz?

O ano de 2016 foi um ano difícil pra nós, especialmente a sua primeira metade. Mas eu não quero mais tocar neste assunto. A segunda metade foi só alegria e tudo o que foi triste ficou literalmente pra trás. Muita coisa legal aconteceu no ano passado também. Nós fizemos juntos viagens fantásticas. Estivemos na Islândia, Suíça, França e Itália. Foi o ano que mais viajamos e para a minha vergonha, o que menos publiquei aqui no blog. Eu tinha tantos planos de escrever sobre os lugares por onde estivemos, mas terminei o ano cheia de posts no rascunho e sem disposição alguma pra escrever.

Em dezembro eu fiquei mais velha e comemorei os meus 34 anos com o cabelo mais curto e com um bebê de 29 semanas na barriga. Pode até parecer clichê demais dizer que ele foi o meu melhor presente. Mas foi mesmo! E digo o mesmo para meu presente de natal, de ano novo e de todos os outros dias que tenho pela frente.

Iniciamos o mês de janeiro na semana 32 da gestação e com um dia lindo! Ontem a noite o termômetro marcou -8 graus e amanheceu tudo congelado. Mas o frio não nos intimidou. Nos vestimos quentinhos e fomos respirar o ar gelado e fazer os primeiros registros do ano.

Minhas resoluções para 2017? Viver intensamente cada dia deste ano que será sem dúvidas o melhor da minha vida. O ano do nosso filho!

anonovo_thisgermanlife02anonovo_thisgermanlife01anonovo_thisgermanlife11 anonovo_thisgermanlife08 anonovo_thisgermanlife04anonovo_thisgermanlife13 anonovo_thisgermanlife05 anonovo_thisgermanlife03anonovo_thisgermanlife12 anonovo_thisgermanlife06 anonovo_thisgermanlife09 anonovo_thisgermanlife10anonovo_thisgermanlife14

O blog tem tomado um rumo diferente com todos esses posts sobre gravidez e futuramente sobre maternidade e talvez possa deixar de ser (ou já até tenha deixado de ser) interessante para algumas pessoas. Mas eu não quero e nem pretendo me limitar a escrever só o que poderia agradar a quem passa por aqui. Afinal eu não posso esquecer que, acima de tudo, eu escrevo neste blog para mim mesma e escrever sobre essa experiência maravilhosa tem me deixado muito viva, muito feliz. Aos que ficam, eu agradeço de coração pela amizade. Foi muito bom receber o carinho de vocês no ano passado!

Desejo um ano muito feliz para quem me acompanha. Muito, muito amor e paz na vida de vocês!

 

minhas plantinhas favoritas

cactuslover_thisgermanlife7

Diga oi para a minha pequena coleção de cactos e suculentas! Eu sou apaixonada por essas plantas! Se pudesse teria mais algumas, mas sempre que apareço em casa com uma nova vem o Kilian e diz: Frau, você já comprou outro cacto?! Na verdade ainda me falta um bem grande de canto. Quando ele menos esperar, vai chegar em casa e dar de cara com um cacto gigante!

cactuslover_thisgermanlife1cactuslover_thisgermanlife4cactuslover_thisgermanlife3

O que me faz ser louca por essas plantas – além de achá-las lindas como parte da decoração – é a praticidade que elas oferecem. Cactos e suculentas são plantas muito fáceis de cuidar. Elas não requerem muita manutenção e pra quem não quer dedicar muito tempo no cultivo de plantas mas mesmo assim faz questão de ter um pouco de verde dentro de casa, elas são uma ótima opção. Elas são de fato a melhor opção para os desatentos que não estão muito acostumados a cuidar de plantas! Se você é do tipo que esquece facilmente de regar, tenho certeza que um cacto cairia bem nas suas mãos. Mesmo se negligenciados por um tempo, eles demoram para dar os primeiros sinais de insatisfação.

Dentro de casa, essas plantas são facilmente cultivadas em vasos e tudo o que precisam para viver é de um lugar bem iluminado e pouca água. Eu nunca tive cactos no Brasil, mas sempre adorei a aparência deles e gostava de vê-los nas praias do litoral cearense. O meu primeiro cacto (foto acima à direita) eu comprei quando cheguei aqui na Alemanha. Ele vai completar 6 anos conosco (na verdade, durante os dois anos que estive no Brasil ele ficou aos cuidados do Kilian) e ainda continua lindão. O pequeno da foto abaixo é da Ikea e os outros fui adquirindo com visitas a lojas de jardinagem.

cactuslover_thisgermanlife2cactuslover_thisgermanlife10cactuslover_thisgermanlife8cactuslover_thisgermanlife5

Eu não sou nenhuma expert no cultivo de cactos, mas acredito que tenho uma mão boa pra cuidar deles! Por isso gostaria de destacar os cuidados que tomo pra deixar minhas plantas felizes e talvez inspirar alguns de vocês a querer tê-las em casa também:

  1. água sem exagero: cactos e suculentas retém bastante água, portanto é preciso ter muito cuidado para não regar excessivamente. Ao regar eu tenho o cuidado de molhar somente a terra, pois as folhas (no caso das suculentas) podem apodrecer.
  2. luz, muita luz: sempre coloco minhas plantinhas no cantinho da casa que pega a maior parte do sol durante o dia. A minha coleção sempre fica dentro de casa, seja no verão ou inverno. Durante o inverno, eu junto todas elas perto da porta da varanda uma vez por semana para um banho de luminosidade.
  3. adubar: a terra perde um pouco das suas propriedades com o tempo, por isso a cada 3-4 meses eu jogo um pouco de adubo e talvez um pouco de terra, caso a planta necessite. Daí aproveito esse momento e com uma luva especial dou uma ajeitada nos tortinhos.
  4. um pouquinho de carinho: quem pensa que planta não precisa de carinho está enganado. Fora os cactos eu tenho várias outras plantas e adoro a presença delas. Eu nem sei se sobreviveria a um inverno cinza e frio sem ter o verde delas dentro de casa!

cactuslover_thisgermanlife9

Quem aí é também louca por cactos? Me conta, quais são suas plantas favoritas?

33 coisas sobre mim

33 coisas sobre mim

No mês de dezembro eu completei 33 anos. Já não sou mais uma garota há tempos! Na verdade, até os 28 eu ainda pensava assim: sou uma garotona! Mas a chegada dos 30 fez muita coisa mudar na minha cabeça. O modo de me vestir mudou, as prioridades mudaram e confesso que até algumas das minhas atitudes também mudaram. Passei por essa idade sem neurose, mas lembro muito bem que nos meus 25 eu tinha uma ideia super diferente de como seria a minha vida quando chegasse aos 30. Não vou mentir, a ideia da aproximação dos 35 me deixa um pouco desconfortável. Sinto como se eu tivesse pouquíssimo tempo para correr desesperadamente atrás de conseguir o que não consegui até a chegada “da metade da minha vida”. Mas não é nada que tire as minhas noites de sono. Envelhecer fisicamente faz parte, mas manter a nossa juventude sempre viva nos nossos corações é um dever, não é mesmo?!

Enfim, eu escrevi essa tag que deveria ter sido publicada no dia do meu aniversário mas acabei não postando. Resolvi hoje tirar o post do rascunho porque acho que ele é uma ótima forma de fazer com que vocês saibam um pouco mais sobre a blogueira por trás do This German Life.

1. eu tenho um vício muito triste: roer as unhas. Sim, eu tenho essa mania horrorosa desde adolescente e vivo lutando contra ela. É importante pra mim estar sempre com as unhas feitas, porque se eu descuidar não tem outra. Depois choro de arrependimento, prometo que nunca mais vou roer, mas a verdade é que isso sempre volta a acontecer 🙈.

2. duas qualidades que tenho e adoro: sou criativa e divertida.

3. até antes de casar eu tinha um complexo terrível com meu nariz. Odiava tirar foto de perto. Se saía na foto de frente, só via uma batata no meio do rosto e de lado só via o quanto ele ficava estranho enquanto sorria. Sonhava em fazer cirurgia plástica. Mas daí encontrei um homem que me diz todos os dias que sou lyndra, mesmo com o meu nariz de batatinha e eu fui me convencendo de que tem coisa mais importante para eu me preocupar do que com meu nariz. Ainda hoje não fico muito à vontade tirando foto de perto, mas já não sou mais neurótica como antes.

4. mesmo estando um pouco cheinha, eu sou muito mais satisfeita e feliz com minha aparência hoje em dia. Não me privo de comer nada pensando que tenho que ser magra. Claro que faço esportes, me cuido. Mas não comer o que gosto me deixa infeliz e infeliz eu não quero ser!

5. eu sou muito chorona. Mas muito mesmo. Se você sentar pra me contar dos seus problemas ou sobre a história da sua vida, pode ter certeza que eu vou chorar. Eu choro de rir também, o que me faz muito bem!

6. minhas bandas/cantores favoritos são: Beatles, The Smiths, Belle and Sebastian, Johnny Cash, Bob Dylan. Eu nunca vou cansar de ouvir essa galera!

7. eu tenho três irmãos e duas irmãs. Sou a caçula das meninas.

8. amo meus sobrinhos como se eles fossem meus filhos.

9. cactus e suculentas são minhas plantas favoritas. São plantas super fáceis de cuidar e deixam qualquer ambiente mais cool.

10. eu adoro vestidos longos ou longuetes. Deixei de usar vestidos curtos já faz muito tempo. Me sinto muito mais elegante e feminina com vestidos longos.

11. não saio de casa sem passar pelo menos um pouco de base no rosto e preencher as sobrancelhas. O sol do Ceará junto com a minha negligência deixaram marcas no meu rosto para sempre. A base é a única forma de esconder as manchas de melasma que tenho nas maçãs do rosto.

12. eu sei fazer crochê desde os 12 anos. Modéstia à parte, sou uma verdadeira máquina. Esse apanhador dos sonhos foi o meu último projeto. Estou quase terminando um outro e pensei na possibilidade de fazer um sorteio aqui no blog. Alguém se interessa?

apanhador_de_sonhos_anaschuller

13. meu programa favorito nas horas vagas é sair pra tomar café com minhas amigas. Amigas + bate-papo + café = ❤

14. todas as noites eu tiro os brincos e a aliança pra dormir. Não gosto de usar relógio e outros anéis.

15. Juno, Amélie Poulain, Little Miss SunshineI am Sam e 500 days of Summer são os filmes com as melhores trilhas sonoras na minha opinião.

16. não sou muito fã dos chocolates daqui. Nenhum aqui é mais gostoso do que o bis ou o chokito.

17. o cheiro de alho e cebola fritando numa panela é um dos melhores que existem.

18. sempre que alguém visita meu blog e eu retribuo a visita ou visito algum blog, eu olho primeiramente a página sobre pra saber desde o início quem a pessoa é e de onde vem. É uma coisa minha e confesso que acho super estranho quando alguém que já visitou e comentou no meu blog várias vezes me pergunta qual a minha profissão e de onde eu sou :/.

19. eu já me isolei dos meus amigos várias vezes só por causa de séries. Já sumi por um fim de semana inteiro só pra terminar de assistir a última temporada do Prison Break.

20. morro de medo de baratas porque elas me encaram. Alguém mais tem essa sensação?

21. flores, flores, flores, como eu amo flores!

22. eu já tive o cabelo loiro durante a faculdade. Eu era horrível meu povo.

23. eu já viajei de Fortaleza para Ouro Preto de ônibus! Foi a viagem mais legal que fiz com meus amigos da universidade. Foi o primeiro congresso de química que fui. Inesquecível!

24. eu sou uma verdadeira apreciadora de cerveja! Um dia uma pessoa me disse que eu não tenho cara de quem bebe cerveja. Mas gente me diz aí, qual é a cara de quem bebe cerveja?

25. não suporto ouvir alguém mastigando alto perto de mim, por exemplo, comendo uma maçã. Sabe o barulhinho que faz? Me deixa tão aflita.

26. eu normalmente acordo de bom humor. Mas sabe aqueles dias do mês? Pois é, neles eu fico sempre tão azeda.

27. eu nunca soube o que era ter paz e confiança em um relacionamento até eu encontrar o Kilian.

28. sou louca por crianças. Muitas vezes acho que escolhi a profissão errada, pois tenho certeza que seria feliz demais trabalhando com crianças pequenas.

29. tenho muita dificuldade em lidar com gente que se acha superior e gosta de humilhar o próximo por se achar mais importante. Esse é o tipo de gente no mundo que mais me cansa.

30. sou míope, tenho 3 graus e uso lentes de contato. Só uso óculos em casa.

31. eu gosto MUITO de ler os posts antigos do meu blog!

32. eu detesto calor, sempre detestei. Nasci e me criei na quentura e isso não significa que eu deva adorar ou estar acostumada. Pelo contrário, eu gosto de temperaturas amenas e curto muito dias de neve.

33. eu como praticamente tudo. Sou muito boa de boca mesmo. Mas tem uma coisa que eu nunca vou aprender a comer: o chucrute. Definitivamente não dá.

É isso! Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre mim. Bom fim de semana :).

seja bem-vindo 2016!

Os últimos dias do ano foram tão corridos que eu realmente não tive tempo de vir aqui no blog me despedir de 2015. Nós tivemos várias visitas, passamos alguns dias na Áustria, enfim, ficou difícil. Tivemos uma noite muito calma no dia 31, acompanhados de amigos queridos na nossa casa. À meia-noite nós fomos para a varanda apreciar show de fogos de artifício. Abracei meus amigos desejando felicidades para o ano que chegava e agradeci pelo ano bonito que ficava para trás. Um ano que foi também cheio de desafios e angústias, mas qual o ano que não é? Enquanto olhava para o céu nublado fiz apenas três pequenos desejos. Desejei-me saúde, pedi por orientação e acima de tudo, desejei-me paciência para os próximos meses.

newyear_thisgermanlife01

Eu não tenho quaisquer resoluções que sejam diferentes daquelas que tenho todas as manhãs. Apenas quero que todo novo dia continue sendo um novo começo. Quero aprender sempre algo novo. Quero ser gentil. Quero ser paciente. Quero poder me perdoar pelos erros que estou certa que irei cometer. Quero poder manter as poucas e boas amizades que tenho por aqui. Quero continuar fazendo o que me faz sorrir.

newyear_thisgermanlife02img_1797

Eu não preciso de muito. Um dia frio de neve como o de hoje é o bastante pra me deixar de bem com a vida. Como é maravilhosa essa sensação de explorar a natureza, ir a lugares onde nunca imaginei que pisaria, ver animais que sempre sonhei em ver. Em 2015 nós fizemos muitas atividades assim, andamos sem rumo por quilômetros, subimos montanhas, superamos nossos limites, exploramos lugares únicos na Alemanha. Este ano não será diferente, aliás, ele será ainda mais especial nesse quesito. Finalmente irei fazer a viagem dos meus sonhos! Iremos explorar a natureza rústica e exuberante da Islândia por 15 dias, logo na primavera. As passagens já estão compradas e pretendemos percorrer o país com um motorhome, ou seja, iremos dormir e acordar em lugares inusitados e teremos somente a natureza como nossa companheira. Eu vou ter tanto pra contar. Mal posso esperar por abril!

newyear_thisgermanlife04 newyear_thisgermanlife05 newyear_thisgermanlife10

Eu sou totalmente apaixonada pela natureza. E hoje foi um dia super especial pra mim, pois eu sempre quis ver de perto um veado vermelho! Eu não só o vi como também pude tê-lo posando elegantemente para minha câmera. Que criatura mais grandiosa! Nós o observamos por pouco mais de 20 minutos e com paciência consegui os cliques que queria. Fiquei imensamente encantada com tamanha beleza! Ah 2016, você já começou muito bem!

newyear_thisgermanlife06newyear_thisgermanlife08 newyear_thisgermanlife09 newyear_thisgermanlife11

The little things? The little moments? They aren’t little. — Jon Kabat-Zinn

Desejo a todos vocês que me acompanham um ano suave e pacífico! Muito obrigada pela amizade! ❤

 

Tag “apaixonada por fotografia”

anafotografia_thisgermanlife

Já faz um tempão que vi essa tag sobre fotografia no blog da Bárbara – o Barbaridades, comecei a escrever e hoje resolvi tirar o post do rascunho.

1. Com quantos anos teve a sua primeira câmera fotográfica?

A minha primeira câmera digital compacta eu adquiri em 2009 aqui na Alemanha. Era uma cybershot da sony, muito boazinha por sinal. Foi a primeira coisa que comprei quando cheguei aqui, tinha 27 anos 🙈. Logo em uma das primeiras viagens que fiz com ela eu a perdi. Estava em Berlim com minha irmã e só tenho fotos hoje da nossa viagem porque ela também tinha uma câmera na mão. Depois desse incidente, eu e Kilian investimos na nossa primeira DSRL, uma canon 600d.

2. Prefere fotografar ou ser fotografada?

Eu prefiro fotografar. Não me sinto bem diante de câmeras. Enfim, não me acho uma pessoa fotogênica :/.

3. Você tem uma boa câmera para fotografar?

Sim! Nós temos três canons, uma 600d, uma 7d e a mais nova do arsenal, minha primeira full frame 6d. A 7d é um tanque de guerra, tem uma ótima construção, ótima qualidade de imagem e é super rápida no foco. A 600d é uma queridinha. Ela é leve e por isso é uma ótima câmera de viagem. Foi na verdade com ela que aprendi a fotografar e compor imagens. A canon 6d foi o mais novo investimento e apesar de ser menos complexa do que a 7d mas ter um sensor melhor, ela tem qualidade de imagem incomparável. Estou totalmente encantada com o que ela faz. Além das câmeras, nós temos duas lentes de zoom: 70-300mm e 28-135 mm e três lentes fixas: 35 mm f/1.4 art da Sigma, 50mm f/1.4 e 85 mm f/1.8. Eu não uso as lentes de zoom, essas são do Kilian. O meu combo essencial é a canon 6d + 35 mm. Desde que comprei essa lente da Sigma eu quase não a tiro mais do corpo da câmera. Ela é simplesmente o melhor investimento que já fiz!

equipamentoana

Além disso, eu tenho uma câmera analógica super fofa. Uma canon ae1, que estou segurando na primeira foto. Comprei essa câmera com uma lente de 18 mm por 20 euros em um mercado das pulgas e o dono me disse que já não a utilizava por mais de 15 anos. Levei pra casa mais por decoração mesmo, mas um dia resolvi testar, comprei um filme e vi que ela ainda funcionava. Daí comprei uma lente  de 50 mm e já fotografei um monte com ela.

4. Você fotografa e publica suas fotos?

Sim, a grande parte aqui mesmo no meu blog, no meu Tumbrl, no instagram e as vezes no facebook.

5. tumblr, we heart it ou instagram?

Tirando o meu blog, eu ando com muita preguiça das redes sociais no geral. O instagram é sem dúvida mais dinâmico, mas gosto muito do Tumblr para inspiração e ver fotos lindas de decoração.

6. Cite uma pessoa que você se inspira para tirar  suas fotos

Nossa, são tantos os fotógrafos que eu admiro que fica super complicado citar só uma pessoa. Ultimamente tenho acompanhado o trabalho de muitas fotógrafas de família e simplesmente amo essa aqui.

7. Você edita suas fotos ou prefere que elas fiquem no modo original?

Edito e adoro! Para mim essa coisa de #nofilter não rola mesmo! Eu só fotografo em raw, que é um formato “cru” da imagem e que proporciona mais qualidade e controle na edição de fotos, e por isso minhas fotos tem que ser editadas. A diferença é que quando fotografamos em jpg as cores que vemos no visor são o resultado da interpretação e compressão das informações que a câmera faz. No formato raw eu tenho a liberdade de processar a imagem (que não passou por nenhum tipo de ajuste) do jeito que eu quiser. Editar nesse formato proporciona verdadeiros milagres! Um ponto negativo é que os arquivos raw são enormes e consomem muito da capacidade do computador. Editar fotos é um verdadeiro passatempo pra mim.

8. Qual o seu programa predileto para editar fotos?

Lightroom all the way! Faz um ano que comprei uma licença do programa e nunca mais abri o Photoshop para nada. Eu edito minhas fotos feitas com celular com o VSCO Cam, (gratuito para iOS e Android) um dos melhores apps para editar fotos de mobile. Os filtros desse aplicativo dão um ar meio que de filme para as fotos. Eu uso o mesmo aplicativo no Lightroom para editar minhas fotos digitais. Só que o VSCO para o Lightroom é bem diferente da versão mobile e funciona melhor se as fotos estiverem em formato raw. Ele não é gratuito, cada pacote de filtros custa 59 dólares.

9. Sonha em ser fotógrafa ou faz isso como hobbie?

Faz um tempinho já que eu tenho feito fotos profissionalmente. A grande novidade é que em algumas semanas (mais provável no comecinho do ano que vem) eu finalmente irei lançar o meu primeiro website! Ele está ficando super fofo e eu não vejo a hora de poder tirar ele do forno! No entanto, se a coisa continuar andando, eu gostaria de poder conciliar a fotografia com a minha derradeira profissão.

10. Já fez algum tipo de curso de fotografia?

Infelizmente não. Muito do que aprendi foi lendo livros e vendo tutoriais no youtube e claro, praticando. Mas gostaria muito de fazer um workshop com algum fotográfo. E esse será um investimento para o próximo ano.

11. Qual a última foto que você tirou?

No sábado passado fiz um ensaio de uma recém-nascida, infelizmente não posso divulgar ainda.

12. Qual a última vez que você foi fotografada por alguém?

A última vez que fui fotografada profissionalmente foi por dois fotógrafos MARA de fortaleza.

13. Você é daquelas que quer sempre registrar os momentos e sai sempre com uma câmera nas mãos?

Não mais! Já andei muito com minha câmera na bolsa, mas hoje eu prefiro fazer fotos com o celular.

14. Mostre uma foto sua (ou que você tenha tirado) que você goste muito.

Uma foto em forma de colagem vale? Eu gosto muito dessa sessão que nós mesmos fotografamos no último dia do ano passado. Tinha nevado nos dias anteriores e a floresta pertinho de casa estava encantada. Tenho a impressão de que esse momento foi ontem!

winter-001

Quem aí é também apaixonada(o) por fotografia? ❤

Outono, algumas fotos e pensamentos

No post passado eu escrevi que adoro os dias chuvosos do outono. Tem dias que acordo e eles estão assim!

outononaalemanha_thisgermanlife

Alguém mais vê uma tartaruga gigante na colagem acima? 🙂

Mas o outono também tem muitos dias de sol e esses sim são os mais bonitos! Parece até que foi ontem que eu escrevi esse post e esse aqui também. Incrível como o ano já está acabando, até me assusta um pouco. Mas olhando bem pra trás eu vejo o quanto nós “vivemos” desde o outono passado.

outonoalemanha_thisgermanlife1 outonoalemanha_thisgermanlife2 outonoalemanha_thisgermanlife3

Essa época na qual o finalzinho do ano se aproxima é sempre boa pra gente olhar pros meses passados e fazer um balanço geral. Eu gostaria de ter viajado mais, de ter tido mais sucesso profissionalmente e gostaria ainda mais de já ter começado a viver uma outra fase da minha vida. Mas como uma boa filha de Deus de coração paciente, eu espero e espero.

outonoalemanha_thisgermanlife7 outonoalemanha_thisgermanlife6

Fizemos algumas pequenas viagens aqui mesmo dentro do país. Passamos uma semana inteira fazendo hiking na região de Berchtesgaden. Subi minha primeira montanha a pé –  a 1300 metros – e vi a primeira neve do ano. Encarei a subida cansativa de quase 3 horas como um desafio de vida. Enquanto caminhavámos e nos aproximávamos do destino eu pensava “Deus, eu sei que nada, nada neste mundo é tão pesado ou cansativo que possa me fazer desistir completamente no meio do caminho”. E olha, quando nós procuramos de verdade por um sinal de força é só esperar um pouquinho que Ele nos manda. Durante a descida demasiadamente íngreme avistei de longe uma velhinha de costas encurvadas fazendo o mesmo percurso sozinha. Subia a montanha com o apoio dos dois bastões de hiking, um passinho de cada vez, parecia até que ia desistir a qualquer momento. Mas não, determinada ela passou por nós e ainda soltou um Grüss Gott. A cena me deixou tão impressionada que eu simplesmente olhei pro céu e agradeci pelo sinal. Deus certamente usa de vários artifícios para nos mostrar o quanto somos fortes. É incrível!

outonoalemanha_thisgermanlife5outonoalemanha_thisgermanlife4

O outono ainda não acabou e tenho certeza que teremos muitos outros dias bonitos pela frente. Vou aproveitar que ando mais folgada para fotografar mais e tirar vários posts do rascunho. Estou super determinada a investir mais tempo no meu blog e visitar mais os blogs de vocês. Tô empolgada!

outonoalemanha_thisgermanlife10 outonoalemanha_thisgermanlife9

Aproveito que este post não teve nexo algum pra dizer que a 2ª edição da Revista OcaPop está online. Quem quiser e tiver tempo, dá um pulinho lá pra ver como está linda! Estou na página 32 com fotos de embalagens lindas de presentes de natal. Clica aqui vai!

antes que outubro acabe

“I’m so glad I live in a world where there are Octobers.”
― L.M. Montgomery, Anne of Green Gables

Eu não poderia concordar mais com a Ms. Montgomery! Eu amo o mês de outubro por causa das suas manhãs frias e da névoa densa típica do outono, por causa da delicía que é colher e comer maçãs direito do pé, da chuva fininha que cai sobre as folhas e também porque é tempo de sopa de abóbora. Outubros como este eu só passei a conhecer aqui na Alemanha. Pena que de onde eu venho é verão praticamente o ano todo, porque eu queria muito que as pessoas que conheço pudessem em algum momento da vida vivenciar um outubro assim. Outubro para mim é o sinônimo do início de noites aconchegantes que vão se repetir até o final do inverno <3.

undertheappletree_wp1 undertheappletree_wp3 undertheappletree_wp2undertheappletree_wp6undertheappletree2-001

Eu andei super ausente do blog e quis passar por aqui só para dizer “oi” antes que mês chegue ao fim. Tudo bem com vocês? 🙂

Notas sobre o verão

Ah, finalmente Spätsommer! Esse é o nome dado à essa época do finalzinho do verão que eu tanto adoro. As temperaturas são super agradáveis e a natureza já está começando a mudar de cor. O verão, apesar de extremamente quente e corrido, se despede deixando várias lembranças legais. Então o post de hoje é para contar um pouco sobre o que aconteceu por aqui.

Neste verão:

❤ eu fiz um bate-volta até o Bastei com uma amiga. Uma formação rochosa espetacular à margem do rio Elba, protegida dentro do Parque Nacional da Suíça Saxônica. O Parque tem cerca de 36 mil hectares de floresta e montanhas de arenito – exuberantes como verdadeiras obras de arte. Nós dirigimos pouco mais de três horas de Nuremberg. O local não fica muito longe de Dresden, cidade que infelizmente não deu tempo de visitar. Esse lugar é tão magnífico que pretendo voltar no outono pra fazer hiking. Sem dúvida, um must see na Alemanha!

bastei_wp1 bastei_wp

❤ nós visitamos o palácio Eremitage (sugestão de uma leitora querida, obrigada Thais!) situado na cidade de Bayreuth. Uma coisa super legal dos dias longos de verão é poder fazer viagens curtinhas e desprogramadas. Decidimos ir espontâneamente após um almoço de domingo, já que Bayreuth fica somente a uma hora daqui e não nos arrependemos. O local tem um conjunto incrível de jardins, fontes e lagos artificiais. Passamos horas caminhando por lá! Um pouco da história desse lugar aqui.

eremitage_wp1

❤ nós demos um passo super importante na nossa vida de casados: decidimos sair do aluguel. Depois de todo o pesadelo que foi a reforma que durou dois meses, estamos bem instalados e super satisfeitos com a nossa decisão. Nós fizemos toda a reforma sozinhos. Trocamos piso, pintamos as portas, paredes…enfim, tudo! Dá até gosto olhar pra cada cantinho e saber que é tudo fruto do nosso trabalho. Tivemos que abrir mão de muitas coisas, como viagens e passar tempo com amigos. Mas valeu o sacrifício e é muito bom saber que o dinheirinho que vai estar saindo todos os meses da nossa conta não estará mais sendo jogado fora, mas sim vai estar pagando algo nosso. Ainda tem muita coisa pra terminar de ajeitar e decorar, mas estamos muito felizes! Quem sabe um dia, quando tudo estiver realmente no lugar, eu mostro um pouquinho dele aqui.

aufdembalkon

❤ aproveitamos muito as noites ensolaradas, pedalamos e apreciamos várias vezes o pôr-do-sol.

sommermitamelieverão_alemanha_wp

❤ fomos para Amsterdam e eu vi o Paul de pertinho novamente.

❤ passamos muito calor, como citei sobre a onda de calor em um dos últimos posts. Eu não lembro bem de todos os verões que passei aqui, mas esse vai ficar na mémoria. Até o clima em Fortaleza, que visitei em julho, estava mais ameno do que aqui. E com o absurdo de calor, o lado mais negativo do verão – na minha opinião – entra em cena: as moscas e vespas! Nada que um matador elétrico não resolvesse, mas que elas me tiram a paciência, isso sem dúvida. Super feliz que esses dias ficaram para trás!

❤ também nos refrescamos muito fugindo para a floresta!

sommerimwald

❤ recebemos a visita da Rode, do blog Entre duas Culturas. Um doce essa moça! Ela estava viajando com o maridão pela região e me escreveu perguntando se eu toparia fazer um ensaio deles. Fiz com muito prazer e como tudo entre brasileiro acontece relativamente espontâneo (nossos maridos parecem já ter se acostumado com isso), eles acabaram decidindo passar mais um tempinho conosco. Fomos até o Rothsee, um lago delicioso que fica a uns 35 km de casa e mais tarde tivemos o privilégio de tê-los como nossos hóspedes. Deixaram muita saudade!

mitrode_fuerth

arrumei um bico temporário. Não exatamente na minha área, mas ando fazendo umas traduções de uns documentos técnicos. A empresa precisava de uma pessoa que tivesse boa base de química, física e que fosse fluente em português do brasil, ou seja: that’s me! Bem, já é um começo.

O nosso verão foi mais ou menos isso. E o de vocês?

Boa semana, direto da Baviera chuvosa 🙂

Vamos conhecer a Revista OcaPop?

colagemocapop_wp

Já falei que o que eu mais amo sobre o meu blog são as oportunidades que ele está sempre me trazendo de conhecer novas pessoas? Isso mesmo! E amo ainda mais quando a vida me apresenta pessoas criativas e cheias de vontade de realizar novos sonhos. E hoje é com muito orgulho que eu venho aqui divulgar com vocês a Revista OcaPop, que será lançada amanhã! A revista é uma publicação digital e gratuita que reúne o melhor conteúdo sobre todos os assuntos relacionados à casa.

Quem está por trás de tudo isso é a Carla, a Érica e a Karen. Elas investiram nos últimos meses todo o carinho, cuidado e dedicação na elaboração desse projeto. E como tudo que é feito com amor fica muito bem feito, eu tenho certeza de que a revista vai ser um grande sucesso!

Eu tô feliz demais da conta de ter sido convidada para participar desse projeto e integrar um time de colaboradores tão talentosos. Muito obrigada pela grande oportunidade, meninas!

matéria This German Life - Revista OcaPop Edição 01

Quem me segue e gosta do conteúdo do meu blog, vai se identificar muito com a Oca! Porque lá só vai ter coisa linda :). Por isso, cadastre-se clicando aqui e acompanhe o laçamento da revista!

Siga a Oca também nas redes sociais: Facebook e Instagram e fiquei por dentro de tudo que ainda vai rolar!

Não percam, é amanhã! ❤

enfim, o cheiro de mato molhado

veraochuva_wp1

A seca e calor nas últimas semanas causaram danos graves em muitas regiões na Alemanha. Agricultores tiveram perdas significativas nas suas plantações. O sol intenso, muitas vezes com temperaturas beirando os 42 graus, queimou plantas e trouxe para muitas áreas a aparência de um outono antecipado. Infelizmente, as folhas amareladas nas árvores que vejo hoje pela minha janela, ainda não são as cores do outono, mas sim, sinais nítidos de que a natureza estava sofrendo. O último período de seca intensa na Baviera foi registrado há 50 anos atrás, mas nem um pouco comparado ao que se observou esse ano.

Enfim, após um logo período de espera e preces, a chuva caiu. Para o nosso alívio, de não ter mais que manter as janelas fechadas o dia todo para evitar que a quentura entre dentro de casa, e para o alívio das plantas, que puderam finalmente saciar a sua sede.

veraochuva_wp2 veraochuva_wp3

 Aproveitamos a chuva maravilhosa de ontem e fomos caminhar na floresta. O ar fresco e o cheiro de terra molhada encheram não só os nossos pulmões, mas também os nossos coracões de alegria. Que continue a chover!

veraochuva_wp4 veraochuva_wp5 veraochuva_wp6 veraochuva_wp7