Duas trilhas fáceis nas Dolomitas italianas – Alpe di Suisi e Seceda

Duas trilhas fáceis nas Dolomitas italianas – Alpe di Suisi e Seceda

Além do Lago di Braies e Lavaredo, nós também fizemos duas trilhas em Sankt Ulrich nos nossos dois últimos dias nas dolomitas. A primeira trilha, Seiser Alm, foi praticamente mais um passeio agradável. A segunda, em Seceda, já foi um pouco mais longa e ainda mais bonita. Escolhemos essas duas trilhas por serem relativamente planas e serem de fácil acesso com os teleféricos. Ficamos hospedados em Ortisei em Val Gardena, onde tivemos fácil acesso aos bondes que nos levaram aos nossos destinos.

Abaixo algumas fotos da região de Val Gardena quando estávamos a caminho de St. Ulrich, após a nossa estadia em Cortina d’Ampezzo.

Alpe di Suisi – Seiser Alm (em alemão) 

Pegamos o bondinho pela manhã e ficamos praticamente o dia todo lá em cima, a 1850 m. Além de ter um cenário espetacular, o Alpe di Suisi é também o maior campo/pasto alpino da europa. Há inúmeras trilhas somando um total de 17 km. Nós escolhemos uma trilha que tinha cerca de 7 km. Pelas fotos nota-se que essa trilha é bastante fácil. Para quem está entrando no “bonde” do blog agora, eu estava grávida de 19 semanas durante a nossa passagem pelas Dolomitas. Por isso tivemos que fazer trilhas curtas e sem muita diferença de altitude. Mas o que ela tinha de fácil tinha também de bonita! Muitas montanhas e vaquinhas graciosas para apreciar!

Saída: Talstation Seiser-Alm-Kabinenbahn em Ortisei

Preço do teleférico: ida/volta 17 euros

Localização: a cidade grande mais próxima é Bolzano e há muitas conexões de ônibus e trem.

Seceda Alm – Torri di Fermeda

Para nós um dia perfeito de hiking deve oferecer duas coisas simples: um bom exercício físico e paisagens fotogênicas. A trilha que fizemos em Lavaredo foi maravilhosa, a mais bonita que já fiz até agora. Em segundo lugar está a trilha até a Seceda Alm. Dois teleféricos, também saindo de Ortisei, nos levaram até 2500 m para uma paisagem digna de filme. A cadeia de montanhas que se vê na foto que abre o post é a magestosa Torri di Fermeda e é uma das paisagens mais importantes e fotogênicas nas dolomitas. O fácil acesso com o teleférico, que embora seja bastante caro, traz a comodidade de iniciar a trilha já a mais de 2000 metros de altitude. Para quem quer apenas fazer uma trilha mais relaxante, como foi o nosso caso, isso é ideal. Eu super recomendo essas trilhas nas dolomitas, mesmo as duas sendo de dificuldade leve. Nunca julgue uma trilha pelo seu grau de dificuldade :).

Tenho certeza de que voltarei. Gostaria muito de ver e fotografar essa paisagem com um clima mais moody/dramático!

Saída: Talstation Seceda-Alm-Kabinenbahn em Ortisei

Preço dos dois teleféricos: ida/volta 30 euros


Para fechar a nossa passagem pela Itália, falta apenas escrever sobre o dia que passamos em Verona. Assunto para um próximo post!

Tre Cime di Lavaredo – Dolomitas italianas

Tre Cime di Lavaredo – Dolomitas italianas

 

Viajar de carro pela região das Dolomitas (Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO) foi uma das experiências mais fantásticas que eu já vivi. Fazia tempo que eu admirava essa região por fotos no instagram e quando finalmente coloquei os pés lá eu quase não consegui acreditar que aquilo tudo existia de verdade. Para quem não sabe, foi lá onde nós passamos a nossa babymoon! Obviamente eu consultei o meu médico antes pra saber se realmente não tinha problema uma grávida estar acima de 2500 metros de altitude e ele me garantiu que eu poderia ir despreocupada, contanto que não fosse subir montanha nenhuma a pé. Mas isso não estava nos nossos planos! Eu estava com quase 19 semanas, o nível de ferro estava okay e eu estava me sentindo muito bem. Então não havia motivo algum para preocupação. Com o pouco tempo que tínhamos e o fato de eu não poder fazer trilhas longas e difíceis, tivemos que escolher cuidadosamente os nossos destinos. Um deles foi o Lago de Braies (ultimamente um dos posts mais visitados do blog!), o segundo foi Lavaredo (Drei Zinnen em alemão) e o terceiro a região de Val Gardena, que mostrarei no último post desta série.

Nós estávamos hospedados em Cortina d’Ampezzo e de lá levamos cerca de meia hora até chegarmos no Lago Misurina. A previsão do tempo não errou e logo cedo o céu já estava azulzinho. O dia prometia!

lavaredo_thisgermanlife01 lavaredo_thisgermanlife02

Fazer trilha nos alpes é um tanto interessante. Não é só sair andando sem rumo não como muitos pensam. Existe sempre um objetivo. Seja ela o pico de uma montanha ou uma cabana (Hütte). Nós escolhemos esse percurso porque ele é em grande parte plano. A trilha começa a 2320 metros (Auronzo Hütte) e permanece praticamente nessa mesma altitude. Pra quem quer economizar forças e tempo subindo montanha acima por estes 2000 metros, existe a possibilidade de ir de carro até um estacionamento que custa 25 euros. Bastante caro né? Mas acredite, vale cada centavo!

lavaredo_thisgermanlife03 lavaredo_thisgermanlife05 lavaredo_thisgermanlife04lavaredo_thisgermanlife33

A trilha inteira demora no máximo 4 horas (ida e volta), mas nós planejamos passar o dia inteiro lá em cima. Levamos a nossa Vespern (normalmente o que um alemão leva dentro da mochila num dia de hiking, por exemplo: pão, fruta, tomate, água, barrinha de cereal e etc.) e caminhamos tranquilos, fizemos pausas e fotografamos sem nos preocupar com o tempo.

lavaredo_thisgermanlife06lavaredo_thisgermanlife29 lavaredo_thisgermanlife08 lavaredo_thisgermanlife10 lavaredo_thisgermanlife11lavaredo_thisgermanlife30lavaredo_thisgermanlife39lavaredo_thisgermanlife31-2

Abaixo uma foto que mostra os três cumes (die Drei Zinnen) com suas respectivas altitudes. Eles são exuberantes de todos os ângulos, por isso não me assusto com o zilhão de fotos que tiramos. A imponência dessas montanhas é algo surreal. Eu quis MUITO fazer essa viagem e estar lá, carregando o meu bebê na barriga e com a minha melhor companhia foi simplesmente lindo! A realização de um sonho!

lavaredo_thisgermanlife13
nós três ❤

lavaredo_thisgermanlife17lavaredo_thisgermanlife16 lavaredo_thisgermanlife15 lavaredo_thisgermanlife14 lavaredo_thisgermanlife22lavaredo_thisgermanlife34 lavaredo_thisgermanlife18lavaredo_thisgermanlife12lavaredo_thisgermanlife23 lavaredo_thisgermanlife19 lavaredo_thisgermanlife24lavaredo_thisgermanlife20 lavaredo_thisgermanlife21

Como se não bastasse o espetáculo que foi passar o dia rodeados por montanhas majestosas, no finalzinho da tarde quando estávamos voltando para o estacionamento nós ainda demos de cara com pôneis e cavalíneos lindos enfeitando a paisagem!

lavaredo_thisgermanlife26 lavaredo_thisgermanlife28 lavaredo_thisgermanlife27 lavaredo_thisgermanlife25lavaredo_thisgermanlife40lavaredo_thisgermanlife37

Que dia! Nos despedimos de Lavaredo com um pôr-do-sol maravilhoso e com a certeza de que iremos voltar. E quem sabe até repetir a foto com o nosso Thomas, porque se depender do papai e da mamãe ele será tão aventureiro e apaixonado pela natureza quanto nós!

lavaredo_thisgermanlife36lavaredo_thisgermanlife35

 

Lago di Braies nas Dolomitas italianas

Lago di Braies nas Dolomitas italianas

lagodibraies_thisgermanlife01

Depois de termos visitado o Lago di Garda nós seguimos em direção as Dolomitas italianas, uma região montanhosa no norte da Itália (Südtirol) que de tão especial faz parte do Pratimônio da Humanidade pela UNESCO. Viajar de carro por essa região foi uma experiência inesquecível. É tanta coisa pra ver que fica muito difícil decidir quais destinos visitar. O Lago de Braies (em alemão Pragser Wildsee) não poderia ficar de fora do nosso roteiro. Braies é um lago alpino relativamente pequeno, mas a sua localização privilegiada no Vale di Braies em Bolzano o faz ser chamado de pérola das Dolomitas e um dos pontos turísticos mais procurados.

Chegamos lá por volta do meio dia e o sol estava ti-nin-do. Minha grande expectativa era fotografar esse lago com o reflexo das montanhas na água. Levamos tripé, filtro, tinha tudo na bolsa. Mas o vento forte não colaborou em nada. A água linda e clarinha do lago não estava calminha, tornando impossível fazer a minha foto tão idealizada. Não se engane, não é em qualquer condição que um fotógrafo faz fotos #phodas. Estar no lugar certo, na hora certa, com a luz e cenário certos te ajuda tipo 99%.

Mas isso não nos desmotivou em nada! O lugar é realmente tão fascinante que só o fato de estar lá já bastou. O tempo que tínhamos era aquele e nós o aproveitamos da melhor forma possível!

lagodibraies_thisgermanlife02 lagodibraies_thisgermanlife03

Nós caminhamos ao redor do lago, o que levou cerca de 1 – 1,5 h, por um caminho super fácil. Não chega a ser uma trilha e sim um passeio agradável. Eu estava com quase 19 semanas e já me achando super grávida rs! Mas como se vê na foto abaixo o meu buchinho estava apenas começando a crescer.

lagodibraies_thisgermanlife04 lagodibraies_thisgermanlife05 lagodibraies_thisgermanlife06lagodibraies_thisgermanlife21 lagodibraies_thisgermanlife08lagodibraies_thisgermanlife20

Desta casinha charmosa pode-se fazer passeios de barco pelo lago. É tudo muito encantador, mas não teve clima romântico algum que fizesse meu marido topar fazer o passeio comigo. O motivo foi o preço mesmo, 18 euros por hora. Eu disse que ele só serve pra fazer turismo dentro da Alemanha mesmo, onde ele acha tudo mais barato rs. Mas por um lado ele está certo. Ficamos um pouco chocados com os preços das atrações e restaurantes. Mas né, se pra tudo a gente for olhar só pro lado financeiro nem tiramos os pés de casa. Fazer turismo custa caro, ainda mais quando o lugar tem esse cenário privilegiado. Enfim, não fizemos o passeio e eu tive que me contentar em só observar quem fazia #xatiada!

lagodibraies_thisgermanlife10lagodibraies_thisgermanlife22lagodibraies_thisgermanlife11 lagodibraies_thisgermanlife12 lagodibraies_thisgermanlife13 lagodibraies_thisgermanlife14 lagodibraies_thisgermanlife15 lagodibraies_thisgermanlife16 lagodibraies_thisgermanlife17

Saí de lá sem ter feito a foto que queria e sem fazer o passeio de barco. Mas mesmo assim valeu muito a pena! O dia e o tempo estavam maravilhosos. Ficamos hospedados em Cortina d’Ampezzo, não muito longe de Braies. Lá as cadeias de montanhas são ainda maiores e foi de lá que fizemos o passeio mais esperado da viagem: Tre Cime di Lavaredo. Conto como foi no próximo post!

lagodibraies_thisgermanlife18