Sobre as maravilhas que a fotografia nos traz

fotografo-brasileiro-na-alemanha-walberla-1

Minha mãe sempre me ensinou que na vida a gente só consegue atingir os nossos objetivos com muito esforço, mas acima de tudo com humildade. Eu venho de uma família simples e ralei muito para conseguir o pouco que hoje tenho. Mas uma coisa eu posso falar de coração aberto: nunca passei por cima de ninguém e sempre gostei de compartilhar o que sei. E acho que é por isso que, mesmo com todos os percalços, a vida tem sido generosa comigo. Sabe o ditado que diz que a gente só atrai o que transmite? Acho que não seria arrogância se eu dissesse que eu mereço a história de amor que vivo, o marido que tenho e as pessoas boas que Deus coloca no meu caminho.

Desde quando eu me encontrei na fotografia, venho tentando avidamente aprender mais e usufruir de todas as maravilhas que essa arte me trouxe e continua me trazendo. E graças à minha paixão, eu consegui também trazer alguns amigos para o mundo fotográfico e super defendo a ideia de que todo mundo no mundo deveria procurar desenvolver as suas habilidades fotográficas. Quem acompanha o meu blog desde o começo deve ter notado um pouco da minha evolução. Mesmo já tendo recebido vários conselhos e incentivos para tornar as minhas fotos públicas, ou seja, criar um próprio website, eu ainda não estou certa sobre como e quando fazer isso. O meu perfeccionismo e também um pouco de insegura são os grandes vilões nessa decisão. Eu sou uma pessoa muito cautelosa e acredito que tudo deve acontecer no seu tempo. Na minha opinião, ser um profissional full-time requer muito mais do que ter uma boa câmara e tirar boas fotos. Por isso que para mim, esse ainda continua sendo um momento de aprendizagem. No entanto, sou muito grata de que as coisas estejam fluindo sem um grande esforço da minha parte. Já tive oportunidades de fotografar vários casamentos no civil e nesse mês fiz o meu primeiro grande casamento em uma igreja alemã. Todas essas oportunidades são graças a este blog! Para ser bem sincera, eu estou literalmente vivendo o momento e abraçando qualquer ocasião que me traga mais conhecimento e bons frutos.

Porém, o que poucos sabem é que eu já levei vários pés na bunda enquanto procurava por um auxílio, na intenção de saciar a minha vontade de aprender e olha, fiquei muito desmotivada. Por vezes ainda me pego pensando no porquê de tanta gente se sentir ameaçada, achando que dividir é diminuir e faz questão de guardar o potinho de ouro só para si. O contrário aconteceu quando eu entrei em contato com este fotógrafo. Antes de ir para Fortaleza em julho, escrevi uma mensagem na sua fanpage do facebook, perguntando se ele poderia fazer um workshop comigo. Infelizmente, a resposta dele foi não! Não porque não queria, mas porque realmente não oferecia esse tipo de atendimento. Entendi numa boa, mas algo pequeno já havia contribuído para a boa imagem inicial que tive dele. Ele disse que não oferecia ws mas que se eu tivesse alguma dúvida sobre como ele atingia um certo resultado, ele me responderia na hora. A conversa continuou até que ele revelou que estaria vindo para a Alemanha em agosto. O desenrolar dessa história inusitada e as fotos lindas por trás dela, você encontra aqui no blog dele. #pressplay

Além de ficar maravilhada com as fotos que eles (Arthur e Mara) fizeram da gente em comemoração aos nossos dois anos de casados, eu me senti muito à vontade de falar sobre fotografia, pedir conselhos, tirar dúvidas e veja só, eu pude também compartilhar um pouco do que sei. Foi uma verdadeira troca de experiências. E é aqui que entra a questão que mencionei mais acima. Os dois reforçaram as palavras da minha mãe (que com certeza são as mesmas da sua mãe) – a humildade é a mais bonita das virtudes e que dividir com o próximo é na verdade somar.

Um brinde à fotografia, que tem o poder de unir pessoas, histórias de vida e culturas e a mais um laço de amizade que foi criado através dela! Arthur e Mara, vocês são merecedores de tudo que construíram e sempre com essa humildade no coração, vocês ainda vão brilhar muito!

Alemanha-124

Quero agradecer as meninas que me acompanham aqui e comentaram no post que fiz sobre isso no facebook. Fico muito feliz de compartilhar um pouco da minha vida com vocês!

Sob o sol de Jeri

jeripordosol_wp2

Schatzi e eu nunca estivemos tão longe um do outro. Nesse momento ele está em algum lugar em Taiwan e eu aqui em Fortaleza. A minha vinda foi espontânea, decidida depois que ele recebeu uma proposta do trabalho para visitar algumas instalações da empresa por lá. Para mim foi uma ótima oportunidade, não só para rever a família – especialmente as crianças – e amigos queridos, como também para desopilar um pouco da saga da procura de emprego. E está sendo muito bom aqui! Já fiz várias coisas que gosto, comi quase todas as comidinhas que adoro, fui para um cover dos Beatles, fui na minha livraria favorita, revi bons amigos e até tive a chance de fotografar um noivado na praia. Passei também alguns dias em Jericoacoara com minha irmã do meio. Para quem não sabe, Jeri – como é chamada carinhosamente – é uma praia situada num parque ecológico nacional a 300 km de Fortaleza e já foi até eleita há alguns anos atrás, como uma das praias mais bonitas do mundo. Para chegar na vila, é preciso atravessar dunas, o que só pode ser feito com veículos 4×4.

sunrise_wp2sunrise_wp1

Jeri é realmente linda, rústica e por lá tem-se a sensação de que o tempo não passa. As ruas são todas de areia, as casinhas são coloridas e tudo é decorado com muito bom gosto. Antigamente era conhecida por ser apenas uma vila de pescadores isolada por dunas. Acredito que hoje seja o destino mais procurado no  estado do Ceará. Eu adoro uma praia, mas o que mais adoro por lá são as lagoas. Existem várias, cada uma mais linda que a outra. Elas ficam especialmente lindas e clarinhas quando chove bastante nos meses de maio e junho. Fotos: lagoa do paraíso e lagoa azul.

lagoaparaiso_wp1lagoaparaiso_wp lagoaparaiso_wp3

Além do passeio para as lagoas,  eu adoro fazer a caminhada até a pedra furada. Nos meses de julho e agosto o sol se põe exatamente na fenda da pedra. Então muita gente vai até lá só para apreciar esse fenômeno.

pedrafurada_wp1

 A caminhada é uma delícia e a paisagem então, é de tirar o fôlego!

pedrafurada_jeriwp1 pedrafurada_jeriwp2Jeri 20151pedrafurada_jeriwp3pedrafurada_jeriwp5

Por causa da multidão que se forma em frente à pedra furada, eu gosto de contemplar o pôr do sol do morro do serrote. E não me canso nunca de apreciar momentos como esse! Jeri tem sem dúvida o pôr do sol mais bonito que já vi na vida!

jeripordosol_wp1 jeripordosol_wp3

Outro lugar ainda mais especial para assistir ao espetáculo, é na duna do pôr do sol. Primeira parada obrigatória para quem chega em Jeri no finalzinho da tarde. Em termos de localização, Jeri é muito privilegiada. É um dos poucos lugares no mundo onde o sol se põe dentro do mar. Esse espetáculo se repete e é aplaudido todos os dias. Subir a duna do pôr do sol para contemplar o crepúsculo é praticamente um ritual.

dunapordosol_jeriwp1dunapordosol_jeriwp2

Mesmo com toda a movimentação de turistas eu considero Jeri um lugar seguro e tranquilo. No meu último dia, acordei cedinho para ver o sol nascer. Caminhei pela praia, fiz várias fotos, conversei com pescadores enquanto esperava o momento em que o sol apareceria entre os coqueiros. Andei todos os dias com a câmera na mão e não me senti insegura em momento algum. Uma realidade bem diferente da que estamos acostumados nas cidades grandes. Ter essa sensação de tranquilidade dentro do Brasil é algo impagável. Espero que a violência e as inúmeras atrocidades que acontecem todos os dias em Fortaleza nunca cheguem a perturbar a paz de Jericoacoara.

sunrise_wp3sunrise_wp1 (2)

Saudades de quando visitei esse paraíso com o Kilian. Ele adorou tanto quanto eu! Depois desses dias em Jeri, sinto que voltarei pra casa mais tranquila e revigorada!

curtindo os poucos dias de neve

Oi gente! Feliz ano novo! Espero que todos tenham tido ótimas comemorações e estejam aproveitando bem os primeiros dias do ano. Eu até já tinha me despedido do blog até eu voltar do Brasil, mas nevou por aqui nos últimos dias e eu não poderia deixar de compartilhar. Pra mim é sempre uma alegria e tanto! Eu fiquei a mesma boba de sempre quando vi os primeiros flocos de neve caindo um dia depois do natal.

firstsnow_wp

O que me deixa triste agora é olhar pela janela e ver tudo derretendo. Uma pena mesmo! Depois de alguns dias consecutivos de neve aqui na cidade, as temperaturas subiram e a pouca neve que tinha acumulado já começou a derreter. A pior parte, pois tudo fica uma meleca só. Mas até que deu pra gente aproveitar um pouco dos dias branquinhos fazendo o que mais gostamos. Fomos explorar novos lugares! Dessa vez fomos caminhar na floresta da cidade (Fürther Stadtwald). Eu adoro passeios na floresta, especialmente no inverno. Respirar o ar puro e gelado é um deleite pra mim. Com neve então, tudo fica ainda mais lindo!

winterforest_wp1 winterforest_wp2

Fiquei encantada de ver tudo coberto de neve, ainda que pouquinha. E claro que não poderiam faltar os nossos registros fotográficos. Aproveitamos o cenário inspirador e a luz maravilhosa do último dia do ano e fizemos os últimos autorretratos de 2014. Espero que 2015 nos traga muitas outras oportunidades como esta para que eu possa comparitlhar aqui no meu cantinho!

winterforest_wp3 winterforest_wp7 winterforest_wp5 winterforest_wp6 winterforest_wp4 winterforest_wp9 winterforest_wp8winterforest_wp11winterforest_wp10

Espero também que o ano de vocês seja cheio de boas surpresas! Mais uma vez, desejo um ano super iluminado para todos que passam por aqui!

juntos fazemos o melhor

Além do gosto pela química (sim, branquinho também é químico) existem várias outras coisinhas que mostram o quão similar nós dois somos. Fotografia é uma delas. Schatzi e eu adoramos também explorar novos lugares, especialmente agora que moramos em uma região super privilegiada. Não tão privilegiada quanto os alpes (que eu amo), mas muito interessante também. Moramos próximo da chamada Fränkische Schweiz –  a Francônia Suíça.

Arquivo do verãofrsch1

Essa região é famosa por suas formações rochosas e ruínas medievais, por suas 1000 cavernas repletas de colunas de calcário formadas ao longo de milhões de anos, com suas estalactites e estalagmites de todas formas e tamanhos. É também a região com a maior densidade de cervejarias artesanais do mundo: são 74 com mais de 100 tipos diferentes de cerveja. A cerveja tem uma papel super importante nessa região. Eu prometo que falo mais sobre isso em outra ocasião!

A Fränkische Schweiz tem sido um destino frequente pra gente. Adoramos caminhar pela região e ir floresta adentro. Domingo passado estava um dia tão quentinho e bonito que a preguiça típica de domingo nem cantou de galo. Pegamos nossas coisas e fomos pra lá. Schatzi me fotografou, eu fotografei ele, nós nos fotogramos e registramos momentos lindos de uma linda tarde de outono!

IMG_2380-4wp4 wp3 wp5IMG_2973 wp7 wp8

No fim do dia presenciamos uma das coisas que mais gosto de ver no céu, aqui chamado de Abendrot. A última foto foi tirada de dentro do carro enquanto voltávamos pra casa. Uma verdadeira sorte esse momento! Pra mim, o mais bonito de tudo é saber que por trás de toda essa beleza existe um grande Criador! Bom fim de semana pra quem passa por aqui! ♥

wp9 wp1

Imagens noturnas de Praga

Normalmente, durante uma viagem, pensamos em aproveitar bastante o dia e descansar bem os pés à noite para o próximo dia. No entanto, uma caminhada à noite numa cidade como Praga, deveria ser obrigatória. A cidade fica lindamente iluminada e românica. A margem do rio Moldova fica super disputada, especialmente no ponto onde se tem a mais bela vista do castelo de Praga. Pra quem gosta de badalação, Praga é o point. Muitos bares, cassinos, teatros, casas noturnas em todas as esquinas. Eu e Schatzi, preferimos fazer só um passeio romântico com o objetivo de tentar fazer boas fotos para recordação, mesmo sem o nosso tripé! Vou ser sincera, não gosto de fazer roteiros de viagens. Por isso, como sempre, compartilho somente algumas das fotos, que eu e Schatzi fizemos.

IMG_9910

O castelo de outra perspectiva:

IMG_9941IMG_9594IMG_9938

Música de rua: ouvi Beatles de longe e quando vi, esses garotos tocavam Help:

IMG_9586

Mas a cidade não é só castelo. A praça da cidade antiga fica assim! É lá onde se encontra o famoso relógio astronômico, marco da cidade. O mesmo continua ativo por mais de 600 anos.

IMG_9886colagem1

Detalhe do relógio astronômico:

IMG_9874

Mensagem para Putin:

IMG_9916

É isso! Se for a Praga, não deixe o cansaço te vencer! Vá para as ruas à noite e aproveite toda a magia que a cidade oferece! 🙂

 

Minhas lentes sobre Praga

IMG_0222Ponte Carlos sobre o Rio Moldava

Eu sempre morri de vergonha de dizer que NUNCA tinha ida a Praga. Quando eu me metia em um assunto que o tema era “viajar pela Europa”  eu sabia que a temida pergunta “Você já visitou Praga?” apareceria cedo ou tarde. A vontade de ir ficava ainda maior quando eu lia as maravilhosas impressões sobre a cidade. Vir morar aqui nos arredores de Nuremberg me trouxe essa viagem de presente. Praga fica somente a três horas de carro daqui! Nossa visita à cidade foi um pouco corrida, já que não fomos só pra isso…mas sim para descansar…o que acabou sendo a última coisa que fizemos! Acabamos, por causa disso, conhecendo muito pouco de Praga. Porém, o necessário para nos deixar apaixonados e com vontade de voltar. Hoje poderei responder à pergunta acima com alegria estampada no rosto. Praga é realmente um dos melhores destinos na Europa e tem muito para ser explorada.

IMG_0181

As minhas impressões? A grande maioria positivas. Eu já tinha ouvido falar que Praga nunca dorme e pude constatar isso com meus próprios olhos. O centro comercial é muito atrativo. As lojas ficam abertas até tarde e até no domingo estavam abertas. Devo confessar, no entanto, que minhas primeiras impressões eram uma mistura de sentimentos. Por um lado eu achava tudo muito charmoso e surreal, por outro eu via uma certa tristeza na sua atmosfera.  Observei muita gente rondando de um lado pro outro com a pele marcada com sinais do uso de drogas. A República Checa tem lidado com o uso de drogas pesadas, principalmente a metanfetamina, por muitos anos. Ver algumas caras como vi em alguns episódios de Breaking Bad me deixou um pouco triste. Porém, isso não nos fez ter a sensação de insegurança em momento algum.

Deixando de lado todos os outros fatores, o grande patrimônio da cidade é a sua arquitetura, de deixar muitas outras cidades europeias no chinelo, quando se pensa em cidades antigas. IMG_9970 IMG_9843IMG_0035

Assim como a Hungria, o país tem uma história bem tumultuada, incluindo guerras, ocupação nazista e soviética. No entanto, as marcas desse período em Praga são nulas. A cidade foi poupada e mantém toda a sua magnífica arquitetura original. Para um bom apreciador da arquitetura gótica, a cidade é um prato cheio. Ao passo que subíamos e descíamos as estreitas ruelas com suas casas lindamente pintadas em tons pastel, admirávamos atentamente os detalhes das fachadas, que são totalmente dignas de uma dorzinha no pescoço mais tarde.

Do outro lado do rio, o castelo de Praga comanda a atenção. Olhando assim de longe nem parece, mas ele é considerado no Guinness como o maior castelo do mundo.

IMG_0001IMG_0072

Eu adorei essa parte da cidade. Lá de cima tem-se um panorama lindíssimo de Praga. Os jardins do castelo estavam abertos e passamos muitas horas por lá admirando a paisagem e curtindo o sol, que iluminou os nossos três dias na cidade.

IMG_0148IMG_0199

Foco na Ponte Carlos…lotada! Foi impossível tirar fotos da ponte enquanto atravessávamos.

IMG_0147

Uma coisa que achei incrível: você pode atravessar a Ponte Carlos a qualquer hora do dia e sempre vai encontrar algum acontecimento – um coro, um quarteto, um homem que faz música esfregando taças de vidro, artistas vendendo suas peças. Parece ser o ponto mais apreciado pelos turistas. Esse grupo tocava Viva La Vida do Coldplay nesse momento!

IMG_0022

E a comida de lá é boa? A cidade é super bem servida de bons restaurantes. Mas a comida..bom, eu não achei nada espetacular. Comi muita coisa que como aqui na Alemanha. Os pratos típicos são baseados em porco, batatas cozidas, sopas e molhos. Achei que lá se come mais carne de vaca do que aqui e vi em vários menus pratos à base de carne de caça. Achei também os preços super razoáveis, comida é especialmente em conta. E as cervejas? Essas sim são muuuitos baratas. Marido aproveitou pra trazer inúmeras pra casa.

A minha felicidade maior foi encontrar novamente essa rosquinha açucarada vendida nas ruas que tanto adorei em Budapeste. Lá se chama Trdelník e tem a consistência um pouco diferente. Mas o gosto…eu adoro! Gostinho de saudade de Budapeste!

IMG_0273

Praga é linda de doer na vista e não temos dúvidas de que voltaremos. Acho que tem muita coisa que ainda devemos explorar. Fotos no relógio astronômico? Só consegui fazer à noite, pois durante o dia era tanta gente se espremendo por lá que me fez desistir de tentar. No próximo post eu mostrarei um pouco de Praga à noite!

Um pouco antes de colocar o pé na estrada: iluminada pela luz de Praga!

IMG_02601

 

 

Isto aqui ô ô…

é um pouquinho do Brasil iá iá…

Se eu pudesse contaria tim-tim por tim-tim dos meus dias no Brasil, mas como passei bastante tempo por lá, eu teria que escrever em muitas postagens. Por isso resolvi compartilhar só algumas fotos. Para vocês talvez sejam apenas belas imagens, mas pra mim, elas carregam grandes emoções de dias de muita alegria e calor humano.

IMG_6080-001IMG_6237-001IMG_6118IMG_6270IMG_0256-001IMG_6808 IMG_6803-001IMG_62831 IMG_6570-001wp005IMG_6056IMG_6035

P.S. desculpa pelo sumiço, mas estou realmente precisando organizar a vida…

um lugarzinho para relaxar

O verão vai aos poucos dizendo Tschüss, mas ontem o dia ainda estava lindo por aqui! E em dias assim, existe um lugarzinho onde gosto de ir pra olhar o pôr-do-sol e esticar as pernas. Trata-se de uma pequena montanha aqui pertinho de casa. Do alto tem-se uma vista panorâmica bem bonita da cidade e é lá onde muitas pessoas vão para pegar as últimas gotinhas de sol de um dia ensolarado. Não tem mau humor e urucubaca que persistam em ficar depois de um fim de tarde assim!

IMG_4338r

IMG_4336 IMG_4339 IMG_4351r3

Não sei se vocês perceberam, mas o blog agora tem um endereço próprio! Calma, eu sempre serei a anapaulaner! Apenas decidi que deixaria o endereço do blog mais compacto e de fácil memorização. Então, o This German Life, ganhou um domínio. Quem tem o meu endereço antigo será automaticamente encaminhado pra esse. Muita gente chega aqui no blog pesquisando por anapaulaner, acredito que o Google ainda vai redirecionar a pesquisa pra cá. Espero que funcione!

Bom fim de semana pra todos!

Café da manhã “real”!

Que tal tomar um café da manhã apreciando essa paisagem?

IMG_3964

Foi o que fizemos hoje no Schloss Langenburg. Esse castelo é propriedade privada da família Hohenlohe-Langenburg e fica magicamente situado no topo de uma colina com vista para o vale do rio Jagst, no distrito de Schwäbisch-Hall. Essa família faz parte de uma dinastia nobre alemã e tem laços próximos com a família real britânica e com muitas outras famílias reais europeias.

IMG_4059

A Rainha Elizabeth II esteve no castelo em 1965 e o príncipe Charles em maio desse ano para uma conferência.

Além da paisagem privilegiada de quem vai para se deliciar com um brunch no Schloss Café (cardápio maravilhoso que vai de Weißwurst a caviar) os arredores do castelo oferecem uma ótima opção para um relaxante passeio na floresta e pra quem gosta de se aventurar em esportes de escalada. Para os amantes de automóveis, o castelo abriga o Deutsches Automuseum SchlossLangenburg e.V., com cerca de 35 veículos e documentos para o desenvolvimento de veículos motorizados de carros antigos até os tempos modernos.

IMG_4003

IMG_3990

A família que hoje reside lá – o príncipe Philipp e a princesa Saskia de Hohenlohe – abre o castelo para visitas, eventos e festas privadas. Imagina só quanto deve custar um casamento nesse jardim? Os olhos da cara! o.O

IMG_4097

IMG_4063

Até que foi bom para um sábado sem grandes compromissos! 🙂