Nossa primeira trilha com baby Thomas

Nossa primeira trilha com baby Thomas

Na última semana de outubro nós colocamos nosso bebê nas costas e fomos caminhar na belíssima Suíça Saxônica. Eu já escrevi algumas vezes sobre esse lugar aqui no blog. A última vez que estive lá foi no inverno do ano passado durante a nossa visita a Dresden (clique para ler) e havia prometido pra mim mesma que voltaria em um outono. Dessa vez também ficamos hospedados em Dresden, onde passamos quatro noites na companhia dos nossos amigos queridos Rode e Stefan. Infelizmente o tempo não colaborou com os nossos planos de conhecer mais da região. No primeiro dia tivemos uma tempestade fortíssima que nos forçou a ficar em casa. O dia seguinte começou melhor. Muito nublado e frio, mas sem previsão de chuva. Era o único “dia bom” que tínhamos para ir até o Bastei.

O tempo frio não foi problema e Thomas não se mostrou nada incomodado. Pelo contrário, ele não parava de olhar as pessoas, a paisagem. Parecia estar apreciando mesmo o passeio. Essa foi a primeira vez que usamos o nosso Stokke nas costas e a dúvida se ele iria gostar e se sentir confortável desapareceu quando ele já cansadinho de olhar essa beleza infinita, fechou os olhos e dormiu.

Após visitarmos o Bastei, seguimos até o local de onde iniciaríamos a nossa trilha, que foi curtinha diante das nossas circunstâncias. O sol tinha começado a aparecer bem tímido, mas continuava ventando muito frio. Deixamos o nosso carro no pé da Lillienstein, uma montanhazinha de 415 m de altitude e subimos floresta adentro. A diferença de altitude foi de apenas 260 metros. A vista de lá é bem bonita e estava ainda mais especial por causa das cores do outono. Lá em cima tem um restaurante bem legal, onde tomamos um chocolate quente pra esquentar. Kilian carregou Thomas durante todo o passeio e a mamãe aqui ficou responsável pelos registros desse dia maravilhoso. Nosso bebê foi um companheirão! Nos deu a certeza de que vai adorar andar pela natureza assim como nós <3.

Um registro de nós três também não poderia faltar!

p.s. Desculpa o sumiço. Ainda está bem difícil conciliar a minha vida de mãe com o blog.